topo

Em parceria com a Unimed Santos, Assojubs promove palestra sobre saúde do homem e prevenção ao câncer de próstata

Na manhã de 29 de novembro, os servidores da Comarca de São Vicente participaram, na Câmara Municipal, de uma palestra sobre saúde do homem e prevenção ao câncer de próstata, conduzida pelo médico e psicólogo Dr. Roberto Debski, uma realização da Assojubs em parceria com a Unimed Santos.

Roberto Debski integra a Equipe Viver Bem da Unimed Santos, que possui projetos em prevenção de doenças, promoção da saúde e qualidade de vida. Entre esses projetos estão: Programa de Gerenciamento de Saúde, de Cirurgia Bariátrica, Planejamento Familiar, Tabagismo, o ANDE, cursos para gestantes e aulas de artesanato.

O médico iniciou explicando que em 2009 o Ministério da Saúde do Brasil lançou a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem( PNAISH), com apoio da OPAS (Organização Pan Americana de Saúde). O objetivo é facilitar e ampliar o acesso da população masculina aos serviços de saúde, possibilitando, então, o aumento da expectativa de vida e a redução dos índices de morbimortalidade por causas preveníveis e evitáveis nessa população.

Debski ressaltou que as causas de morte prematura em homens ocorrem por doenças cardiovasculares, mortes violentas e câncer, cujos tipos mais comuns são o de pele (não melanoma), próstata, pulmão e estômago.

Em relação ao câncer de próstata, é mais comum entre homens com mais de 50 anos. Um em cada seis desenvolvem o tumor no decorrer da vida, mas há um alto índice de cura. E é responsável por apenas 10% de todas as mortes provocadas por câncer em pacientes do sexo masculino, ficando atrás dos tumores de pulmão e intestino.

Sobre a próstata, Debski explicou que é uma glândula exclusivamente masculina no tamanho de uma noz. Está localizada entre a bexiga e a pélvis, estando à frente do reto, e sua função é produzir parte do líquido que forma o esperma.

O câncer de próstata pode ser assintomático. No caso de haver sinais, podem ser: dificuldade para urinar, ardor e jato fraco (necessidade de levantar durante a noite para urinar), dor pélvica, dor ou sangramento retal e inchaço das pernas, perda de peso e apetite, anemia, cansaço e dores ósseas são os mais comuns. Por isso é importante observar tais sintomas e procurar o médico.

É fundamental a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata. Os exames que identificam a doença são PSA, toque retal, ultrassonografia, biópsia e de urina.

Adotar hábitos saudáveis diminui o risco de várias doenças, inclusive o câncer. O recomendável é manter uma alimentação equilibrada, não fumar, identificar e tratar adequadamente a pressão alta, diabetes e colesterol elevado, manter o peso adequado e praticar regularmente atividades físicas.

É indicado evitar a ingestão excessiva de álcool, beber bastante água e consultar um médico regularmente. A partir dos 50 anos (ou 45 se houver histórico familiar de câncer de próstata), procurar o urologista anualmente para a realização dos exames preventivos.