topo

Governador é recebido com protesto em Cubatão

Não foi só a chuva que estragou o palanque político do governador João Dória (PSDB) nesta quarta-feira, 18 de dezembro, em Cubatão, durante a inauguração do restaurante Bom Prato na cidade. Servidores públicos estaduais, com apoio da Assojubs e do Sintrajus, federais e municipais participaram do evento demonstrando seu descontentamento e receberam o chefe do Executivo aos gritos de “Dória Mentiroso” por descumprir sua promessa de campanha e apresentar a Reforma da Previdência Estadual.

João Dória tinha pressa e queria aprovar a Reforma da Previdência ainda este ano, mas a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/2019 está suspensa por causa de uma liminar deferida pelo desembargador Alex Zilenovski, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), e peticionada pelo deputado estadual Emídio de Souza (PT).

Como a PEC segue suspensa, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 80/2019, também sobre a Reforma da Previdência Estadual, continua sem andamento na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Durante a solenidade de inauguração, Michel Iorio Gonçalves, conselheiro da Assojubs e coordenador geral do Sintrajus, disponibilizou na caixa de som o áudio do chefe do Executivo em pleno debate na televisão dizendo que não mexeria na aposentadoria dos servidores, pois uma reforma já havia sido feita e o quanto os funcionários precisam ser valorizados.

E ao descerrar a placa de inauguração do restaurante, ouviu os gritos de “Dória mentiroso” pelos servidores públicos.