topo

Semana da Consciência Negra: Indicações da Assojubs de biografias de personalidades brasileiras

Zumbi dos Palmares e Dandara dos Palmares

Zumbi dos Palmares foi o último líder da resistência negra do Quilombo dos Palmares e também o de maior relevância histórica.

Zumbi nasceu, provavelmente por volta de 1655, no Quilombo dos Palmares, localizado ao sul da Capitania de Pernambuco, na parte inferior do rio São Francisco, na Serra da Barriga, região hoje pertencente ao município de União dos Palmares, em Alagoas.

Com cerca de seis anos, foi aprisionado pela expedição de Brás da Rocha Cardoso e entregue aos cuidados do Padre Antônio Melo, em Porto Calvo, então batizado com o nome “Francisco”.

Aos 10 anos já era fluente em português e latim. Aos 15, fugiu e voltou para o Quilombo de Palmares e lá aprendeu técnicas de defesa e o espírito de liderança que teve de usar mais tarde, nas batalhas de resistência que enfrentou contra capitães que queriam destruir o Quilombo para recuperar mão de obra escrava.

Defendeu o Quilombo por 18 anos. Em 1695 foi traído por um de seus companheiros, capturado, decapitado e teve sua cabeça exposta em praça pública, uma estratégia do governador de Pernambuco para desmentir a crença de que era imortal. 

A data de sua morte, 20 de novembro, foi adotada no Brasil como o Dia da Consciência Negra.

Dandara dos Palmares foi tão relevante no movimento quilombola do país do século XVII quanto Zumbi, seu companheiro. Além de dominar técnicas de capoeira, participou ativamente na elaboração de estratégias de resistência do Quilombo.

Os historiadores não sabem exatamente a data e o local de nascimento de Dandara, mas estudos realizados levam a crer que ela nasceu no Brasil e chegou ao Quilombo dos Palmares na infância, tendo se juntado, ainda menina, a grupos de luta contra o sistema escravocrata.

No Quilombo, fazia parte das atividades cotidianas, como a caça e a agricultura. Dandara trabalhava na produção de gêneros agrícolas, que rendiam milho, mandioca, feijão, batata-doce, cana-de-açúcar e banana.

Após ser presa, em 6 de fevereiro de 1694, cometeu suicídio se jogando de uma pedreira ao abismo para não retornar à condição de escrava. Dandara e Zumbi tiveram três filhos.