Assembleia é realizada e TJ-SP cancela reunião da próxima semana; confira as deliberações

🔊 Clique para ouvir o texto

Na noite desta quinta-feira, 10 de dezembro, uma nova Assembleia Geral de Servidores foi realizada e durante o debate veio a informação de que o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP, após ter adiado duas reuniões, cancelou a tratativa marcada para a próxima semana, no dia 17 de dezembro.

Fica claro o descaso do TJ-SP com as demandas dos servidores, que não são poucas, já que os inúmeros ofícios enviados solicitando reunião com a Presidência foram ignorados desde o começo do ano, vindo a ocorrer a tratativa apenas no segundo semestre. E agora, sem apresentar retorno a nenhuma das cobranças feitas pelos representantes, deixa a discussão para o próximo ano, evitando, assim, responder a pauta de reivindicações, se responsabilizar pelo crescente número de infecções pela Covid com a retomada do trabalho presencial, custear os gastos com o trabalho remoto e dar explicações em relação à regulamentação do auxílio saúde apenas para os magistrados, já que a determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) abrange também os servidores, que seguem com seus R$ 336,00 aos R$ 4.000,00 dos juízes e desembargadores.

Deliberações da Assembleia:

– 14 de dezembro, às 10 horas, reunião da Frente Paulista em Defesa do Serviço Público;

– 15 de dezembro, às 15 horas, ato na Assembleia Legislativa dos aposentados contra o confisco do Dória;

– 14 de janeiro, às 18 horas, primeira Assembleia Geral de 2021;

– Indicativo de greve na pauta da Assembleia de janeiro;

– Nota conjunta informando a sociedade que somente a magistratura está recebendo ao auxilio saúde regulamentado recentemente pelo TJ-SP;

– Cards informativos sobre o valor de R$ 336,00 recebidos pelos servidores, valor que não paga nem um plano de saúde da faixa etária da maioria da categoria;

– Comissão de organização do Encontro Estadual de 2021, a ser realizado virtualmente, e preparativa para a Campanha Salarial do ano que vem.