Assojubs e Sintrajus participam da discussão sobre o nível universitário para os escreventes

A Assojubs e o Sintrajus participaram, na tarde desta sexta-feira, 12 de agosto, no Palácio da Justiça, na Capital, de uma reunião da Comissão dos Escreventes, tratativa com a presença das entidades representativas da categoria e membros do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) que aborda sobre a implementação do nível universitário para os servidores da função.

DSCN0153

A minuta de um Projeto de Lei já foi apresentada pela Assojubs em uma discussão anterior, iniciativa que visa a valorização da carreira do escrevente técnico judiciário. E o encontro foi mais uma etapa do debate, em que foi disponibilizado o impacto financeiro de tal implementação. De acordo com o TJ, atualmente são cerca de 22.600 servidores da função em atividade e 9.500 inativos.

Ao mês, aproximadamente um valor de R$ 58 milhões, já descontado os servidores que fazem jus ao Adicional de Qualificação (AQ).

Para Michel Iorio Gonçalves, presidente da Assojubs e coordenador geral do Sintrajus, essa valorização do escrevente é importante, pois o servidor se sente esquecido em relação aos avanços praticados nas conquistas obtidas por conta das negociações com o Tribunal, e isso tem que ser reparado: “Sabemos da dificuldade financeira por causa do cenário atual, mas temos que dar início à essa reivindicação e esse é o momento para emplacar a demanda”.

DSCN0132

Além da Assojubs e Sintrajus, estiveram na tratativa a Assetj, Apatej e Assojuris. Pelo Tribunal, Roberto Chiminazzo Jr. e Fernando Awensztern Pavlovsky, juízes assessores da área de recursos humanos da Presidência, Lilian Salvador Paula, secretária de Planejamento de Recursos Humanos (SPRH), Diva Helena da Motta Barreto, secretária de Gerenciamento de Recursos Humanos (SGRH).

O objetivo é trabalhar esse tema do nível universitário com consciência e assim garantir sua implementação efetiva. Uma nova reunião para aprofundar a discussão já foi marcada para o dia 15 de setembro, às 14 horas.