Assojubs reúne-se com as diretorias dos fóruns de Praia Grande e Cubatão

Na última semana, demandas locais, principalmente referentes à falta de climatização, foram foco de discussões dos representantes da Assojubs com as diretorias dos Fóruns das comarcas de Praia Grande e Cubatão.

Em 13 de janeiro, Michel Iorio, presidente da Assojubs, e Gisele Alonso, diretora de Convênios da associação, foram recebidos por Enoque Cartaxo de Souza, juiz diretor do Fórum de Praia Grande, e Iêda Belém de Carvalho Sukert, supervisora de serviço da Administração. Abordados na reunião os problemas existentes no prédio, precisamente sobre o redimensionamento da fiação elétrica para receber a devida climatização e rede lógica.

13.1_visita_pg

No local há ainda a questão da carceragem, cuja dimensão já não comporta o movimento diário. Outras pequenas reformas, segundo o juiz diretor, foram realizadas devido a situações que ocorreram recentemente, como inundações e um pequeno incêndio em um dos prédios.

De acordo com Souza, periodicamente são feitas reuniões com todos os juízes da Comarca no intuito de avaliar as dificuldades enfrentadas e o andamento das obras em execução. Ele explicou que já aconteceram duas tratativas – e está na iminência de uma terceira – com o Tribunal de Justiça, e que os custos dos reparos devem ser levantados por licitação. Há também a possibilidade de convênio com a Prefeitura Municipal.

Por fim, informou que desde o final de dezembro estão sendo efetuadas visitas técnicas a fim de avaliar as condições da reforma. Durante uma dessas observações foi verificado que diversos aparelhos condicionadores de ar novos permaneciam nos corredores do fórum há mais de um ano aguardando a reforma elétrica para serem instalados.

Já em 15 de janeiro, Michel Iorio esteve na Comarca de Cubatão. O presidente da Assojubs foi recebido por Rodrigo de Moura Jacob, juiz diretor do Fórum , e Fátima Carneiro, que está respondendo interinamente pela Diretoria de Administração, e se informou que a reforma no piso do prédio está sendo efetuada por alas, ou seja, alguns setores estão sendo removidos para júri e outros o substituirão. Porém, as rachaduras que se encontram em vários setores e corredores não foram objeto do contrato da obra.

15.1_visita_cubatao

Os aparelhos de ar condicionado que se encontram no átrio há mais de dois anos serão instalados durante a reforma, atendendo a demanda de cartórios como o 1º e 2º criminal, que não possuem climatização, e os setores quejá dispõem de equipamentos serão trocados pelos novos.

Os condicionadores de ar foram doados por empresas. A mão de obra e material serão uma cessão da Prefeitura Municipal. No final de 2014 foi realizado um ato, promovidos pela Assojubs e Sintrajus, por melhorias no Fórum. A previsão é de que em seis meses a reforma esteja concluída.