Campanha Salarial: Nova Assembleia é realizada e servidores deliberam ações de luta

Diante do índice de 7,08% apresentado pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) esta semana, aquém da taxa da inflação dos últimos 12 meses de acordo com os cálculos do INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor), que é de 11,08%, uma nova Assembleia Estadual da categoria foi realizada na tarde desta sexta-feira, 8 de abril, na Praça João Mendes, região central de São Paulo.

No palco de discussões e deliberações da categoria, estiveram reunidos centenas de trabalhadores de diversas comarcas da Baixada Santista e Litoral Sul, do Interior e de prédios da Capital e Grande São Paulo, além de membros da Assojubs, Sintrajus e as demais entidades representativas da categoria.

1) Considerando que a data-base não foi cumprida integralmente, a meta agora é o pagamento de todos os atrasados: 20,94%;Foram aprovadas as seguintes ações de luta em continuidade e fortalecimento da Campanha Salarial:

2) Toda quarta-feira, às 13 horas, participação no Órgão Pleno do Tribunal de Justiça até a solução dos atrasados;

3) Toda quarta-feira manifestação, às 13 horas, nos prédios da Capital e Interior;

4) Nas visitas do presidente às comarcas, os servidores devem se reunir com ele para a cobrança dos atrasados;

5) Iniciar imediatamente as reuniões das Comissões com o Tribunal para cobrar o cumprimento da pauta entregue ao presidente;

6) Continuar cobrando novas reuniões com o próprio presidente;

7) Encaminhar manifesto conjunto contrário ao PLP 257/2016 e solicitar aos servidores que encaminhem e-mails aos deputados federais;

8) Solicitar audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) sobre o PLP 257/2026;

9) Consultar o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a aplicabilidade do auxílio moradia;

10) Nova assembleia deverá ser convocada durante esse período da continuidade da negociação com o TJ.