Frente Paulista em Defesa do Serviço Público apoia a greve dos trabalhadores dos Correios


🔊 Clique para ouvir o texto

Assojubs integra a Frente Paulista em Defesa do Serviço Público

A Frente Paulista em Defesa do Serviço Público, composta por entidades representativas dos servidores públicos de São Paulo, entre elas a Assojubs, federações, confederações, centrais e movimentos, expressa apoio e solidariedade à greve dos trabalhadores dos Correios.

A direção da Empresa Correios destruiu benefícios que foram conquistados pelos trabalhadores com anos de luta como anuênio, vale alimentação, licença-maternidade de 180 dias, creche, auxílio morte e o pagamento de 30% de adicional de risco. Reduziu de 70% para 50% a participação da empresa no financiamento do Plano de Saúde e ainda retirou dependentes como pais e mães. Mais de 15 mil abandonaram o convênio depois que ficou mais caro e restrito.

Além de não dialogar com as lideranças sindicais, a Empresa negligência com a saúde de seus funcionários que já contam com mais de 120 mortes por Covid-19, sem o fornecimento de equipamentos de proteção durante seu trabalho.

Além disso, a Frente apoia os trabalhadores dos Correios contra sua privatização. Os Correios são um patrimônio do povo brasileiro que não deve ser entregue a capitalistas privadas cujo único objetivo é extrair de seus negócios o lucro máximo. A empresa pública presta serviços relevantes à população, que desaparecerão após a privatização, da qual também se deve esperar o aumento das tarifas, a exemplo do que já ocorreu no ramo das telecomunicações.