Incidente no Fórum de Mongaguá: Assojubs e Sintrajus reúnem-se com juízes assessores de Patrimônio e

Clique aqui para ver o ofício encaminhado aos juízes assessores de Patrimônio e Contratos Clique aqui para ver o ofício encaminhado ao juiz assessor da área de Segurança Pública do Tribunal Clique aqui para ver o ofício encaminhado ao secretário de Justiça

Na tarde de quinta-feira, 28 de abril, a Assojubs e o Sintrajus estiveram na Capital e aproveitaram a ocasião para um breve encontro com Mario Sérgio Leite e Valdir Ricardo Lima Pompêo Marinho, juízes assessores da Presidência do Tribunal de Justiça, sobre o incidente ocorrido no Fórum da Comarca de Mongaguá, na semana passada (26/4), em que uma pessoa, dentro do prédio, tentou atear fogo em si mesma.

Assojubs e Sintrajus cobraram um posicionamento do TJ-SP sobre a mudança para o novo prédio do Fórum, já inaugurado pelo governador Geraldo Alckmin no ano passado, e que proporcionaria aos servidores melhores condições de trabalho. Mas há pendências na obra, estando o imóvel a cargo da Secretaria de Justiça do Estado de São Paulo.Responsável pelos dos assuntos de Segurança Pública do Tribunal, Marinho informou que houve uma redução no número de funcionários nos fóruns e que o Órgão está tentando retomar a quantidade anteriormente disponível ao setor de segurança.

Leite, incumbido pela Presidência para tratar da área de Patrimônio e Contratos, solicitou aos representantes que fosse encaminhado a ele um e-mail contendo os dados sobre a situação no Fórum de Mongaguá no intuito de tomar as medidas cabíveis e acelerar o processo de transferência para o novo prédio. O documento já foi encaminhado ao juiz assessor.

A Assojubs esteve presente com Michel Iorio Gonçalves e Regina Assis, presidente e secretária geral, e o Sintrajus com Adelson Pereira Gaspar, tesoureiro.