Judiciários e diversas categorias de trabalhadores participam do #ocupabrasilia

Milhares de trabalhadores de todos os cantos do país, inclusive um grupo de servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), estiveram nesta quarta-feira, 24 de maio, no #ocupabrasilia, um grande protesto pela Esplanada dos Ministerios contra as reformas trabalhista e da Previdencia, propostas pelo governo de Michel Temer (PMDB), contra a terceirização e pela convocação de eleições diretas.

Da Baixada Santista, caravanas com trabalhadores de diversas categorias, como a dos servidores do Judiciário, coordenados pela Assojubs e Sintrajus, bancários, petroleiros, estivadores, portuarios e estudantes, entre outros, juntaram-se aos colegas da Capital e Interior nessa luta rumo a Brasília (DF).

A marcha começou com a saída dos trabalhadores do Estádio Mané Garrincha em direção à Esplanada dos Ministérios. A passeata foi acompanhada por carros de sons das Centrais Sindicais e inúmeros movimentos sociais, coletivos, sindicatos, associações e pessoas indignadas com a retirada de conquistas que o atual governo vem impondo à população e pedindo, em coro, as #diretasjá.

A mobilização era pacifica até a chegada da Polícia Militar entrar em ação com a cavalaria, bombas de gás e balas de borracha, provocando o confronto com os trabalhadores no intuito de cerrar a mobilização. Nem os pedidos incessantes dos representantes sensibilizou a tropa, que seguiu com a truculência para impedir a proximidade dos manifestantes ao Congresso.

A estimativa é que o #ocupabrasilia tenha reunido cerca de 150 mil pessoas. Seguindo a paralisação do dia 28 de abril, já está sendo organizada uma nova greve geral no país, em data a ser definida.