Reunião com a Presidência: Dimas não apresenta majoração da reposição; índice oficial será divulgado

Mais uma vez as entidades representativas dos servidores do Judiciário Bandeirante estiveram em tratativa com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascareti. Mas a esperada majoração da reposição salarial para o índice de 7% já apresentado não foi divulgada, pois, segundo o magistrado, está sendo feito um “planejamento e remanejamento para a complementação necessária” do percentual.


Os cálculos do INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor) para a inflação dos últimos 12 meses, divulgado pelo IBGE, é 11,08%. Entra gestão e sai gestão, o argumento é o mesmo para a não integralidade da data-base da categoria: a falta de recursos devido ao crescimento vegetativo da folha de pagamento e o corte do orçamentário do repasse pelo Executivo ao Judiciário.

Dimas Informou que esteve reunido por mais de duas horas com o governador Geraldo Alckimin nesta semana e se comprometeu com o chefe do Executivo a otimizar recursos e desenvolver um plano de logística sustentável para poupar gastos.


Auxílio saúde Iorio também tocou no aumento do valor do auxílio saúde, que teve um reajuste de R$ 50,00, mas ressaltou ao presidente que é pouco e que na pauta reivindicatória da categoria o pedido é o valor de R$ 500, 00, tendo em vista os custos de saúde serem altos, principalmente para os aposentados”. Dimas esclareceu que essa solicitação será estudada.

Ao encerramento da reunião, Iorio renovou a solicitação ao presidente do estudo do impacto financeiro da majoração do auxílio saúde.

Remoção Cobrado pelos dirigentes, o desembargador Antônio Carlos Malheiros informou que após a Assembleia Estadual será marcada a discussão para dar início ao Processo de Remoção 2016.

Presentes Além da Assojubs e Sintrajus, participaram da reunião a Assetj, Aojesp, Apatej, Affocos, Ajesp, Aecoesp, Assojuris, AASPTJ-SP, Sindjesp RMSP, Sindjesp Caieiras e São Paulo e Comissão Geral de Oficiais de Justiça (CGOJ). Pelo Tribunal, estiveram presentes também os juízes assessores Fernando Awensztern Pavlovsky e Fernando Figueiredo Bartoletti.