Reunião da Comissão de Orçamento e Finanças é realizada

A Assojubs e o Sintrajus, representados por Michel Iorio Gonçalves, demais entidades representativas do Judiciário Estadual e Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-sP) estiveram reunidas na tarde desta quarta-feira, 26 de abril, na Capital, para dar continuidade às tratativas da Comissão de Orçamento e Finanças.

Foto: Luiz Felipe Di Iorio/Aojesp


Em relação aos pagamentos atrasados, reposições de 4,77% (março a novembro de 2010), 1,5% (março a agosto de 2011) e 1,18% (março a outubro de 2015), o Tribunal de Justiça argumentou a falta de verbas para quitar tais débitos, seguindo aventada a possibilidade de transformação em horas credoras, ficando facultativo a cada servidor a opção de recebimento em pecúnia ou em dias para gozo. Presente à discussão, Fernando Bartoletti, juiz assessor da Presidência do Tribunal, solicitou às entidades a elaboração de estudos, em conjunto, que viabilizem juridicamente a transformação de vencimentos em horas credoras.

Questionado pelos representantes acerca do complemento da reposição salarial de 2016, de 3,5%, o juiz assessor ressaltou que o presidente do TJ-SP, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, continua fazendo gestões junto ao Governo do Estado por aporte financeiro do Executivo ao Judiciário.

Michel Iorio Gonçalves, presidente da Assojubs e coordenador geral do Sintrajus, novamente cobrou sobre a majoração do auxílio saúde para R$ 600,00, uma vez que tal aumento também atinge os aposentados.

Além de Bartoletti, por parte do Tribunal participaram da reunião Fernando Awensztern Pavlovsky e Roberto Chiminazzo, juízes assessores, Lilian Salvador Paula, secretária de Planejamento de Recursos Humanos, Diva Helena Gatti, secretária de Gerenciamento de Recursos Humanos, e Elisa Mitsiko Matsuse, representante da Secretaria de Orçamento e Finaças. Pelas entidades, a Aojesp, Assojuris e AASPTJ-SP.