top of page

Todo apoio à greve pela vida no RJ

🔊 Clique para ouvir o texto

Após assembleias virtuais, os trabalhadores do Judiciário Estadual no Rio de Janeiro decidiram por uma greve pela vida e a não retomada dos trabalhos presenciais a partir do dia 29 de junho.

A falta de condições sanitárias para o trabalho presencial e o atendimento ao público colocam vidas em risco em tempos de pandemia.

O ato nº 25/2020 do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), que regulamenta o plano de retorno das atividades presenciais, não teve a participação do sindicato da categoria, o SINDJUSTIÇA-RJ, premissa indispensável para os trabalhadores serem ouvidos e respeitados, bem como se desconsidera o estágio atual de infecções no Estado: não há uma curva descendente de infectados neste momento.

É de se lamentar também que OAB/RJ se posicione contrária ao movimento dos trabalhadores que defendem o maior bem jurídico que é a vida, enquanto o Conselho Federal da mesma entidade já se posicionou favorável ao isolamento social.

O retorno precipitado elevará o contágio e os casos de morte. Além de expor maior risco aos seus familiares, que se encontram no mesmo isolamento social.

O Sintrajus e a Assojubs se solidarizam aos trabalhadores do Judiciário e ao SINDJUSTIÇA-RJ por essa batalha que se inicia pela vida: a postergação do trabalho presencial e a manutenção do remoto. Todo apoio de São Paulo ao Rio de Janeiro.

Comments


bottom of page