Tratativa: Tribunal apresenta em reunião índice abaixo da inflação

Em reunião com a Assojubs, o Sintrajus e as demais entidades representativas dos trabalhadores na tarde desta quinta-feira, 10 de março, no Palácio da Justiça, na Capital, Paulo Dimas de Bellis Mascareti, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, anunciou o índice de reposição salarial da categoria a ser pago em abril (referente ao mês de março) abaixo da inflação do período: o percentual de 7%.

O presidente do Tribunal ainda informou que a pretensão é majorar os auxílios saúde (20%) e alimentação (11%) para o pagamento também no mês de abril.Aquém dos cálculos do INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor) de 11,08%, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Dimas afirmou que o pagamento do percentual será imediato e se comprometeu a verificar o restante para ser quitado de acordo com as suplementações orçamentárias.

O índice de 7% é o mínimo a ser pago para os servidores, no intuito de conservar a data-base, mas outros estudos serão feitos para “se chegar ao mais próximo possível do percentual de 11,08%”, uma projeção que deve ser divulgada na quarta-feira, 16 de março, aos dirigentes em uma nova tratativa marcada para 10 horas.

Michel Iorio Gonçalves, presidente da Assojubs, lembrou a Dimas que um percentual de mais de 20% é devido aos servidores e solicitou ao presidente quitar essa pendência: “Creio que haja uma melhora e se consiga a proximidade aos 11%, mas peço que veja nossos atrasados para que consigamos fechar a conta do que nos é devido”.

Dimas disse que o Órgão vai analisar, verificar os acordos passados, mas adiantou que “nesse momento não há a menor possibilidade de pagamentos das verbas atrasadas”.

O presidente da Assojubs, encerrando sua fala, cobrou de Dimas acerca da valorização da carreira do escrevente e a extensão aos agentes da transformação para escreventes.

Além da Assojubs, e Sintrajus, igualmente representada por Michel Iorio Gonçalves, participaram da reunião dirigentes da Assetj, Apatej, Affocos, Aojesp, Assojuris, AASPTJ-SP, Aecoesp, Asjcoesp, Sindjesp Caieiras e São Paulo e Sindjesp RMSP.

A Assojubs se fez presente com Regina Helena Assis, secretária geral da associação.

As entidades não concordaram com o índice apresentado e esperam que seja feita a revisão do percentual, conforme a taxa da inflação dos últimos 12 meses, o percentual de 11,08%.

Vale lembrar que mesmo com o índice de 7% apresentado, a categoria irá se posicionar sobre a divulgação do Tribunal na tarde desta sexta-feira, 11 de março, na Assembleia Estadual da categoria, que será realizada na Capital.

Todos a São Paulo! Trabalhadores em unidade podem conquistar mais!