SERVIDORES = compra de equipamentos e custeio do home; MAGISTRADOS = TJ ia bancar notebooks



Enquanto os/as servidores/as compraram equipamentos e custearam o home office durante toda a pandemia (Covid-19) e seguem usando suas próprias máquinas até hoje, o TJSP pretendia efetuar a aquisição de notebooks para os/as magistrados/as, desistindo da compra apenas por causa de uma determinação do CNJ.


ATÉ QUANDO suportaremos toda essa DESIGULADADE dentro da "Casa da Justiça"?


Dê o play, curta, compartilhe o vídeo e se inscreva no Canal da Assojubs no Youtube!