A falta de perícias médicas nas Regiões Administrativas Judiciárias é discutida na Comissão da Saúde

Foi realizada na tarde desta sexta-feira, 9 de setembro, no Palácio da Justiça, na Capital, uma reunião da Comissão da Saúde, da qual a Assojubs faz parte e foi representada na tratativa por Michel Iorio Gonçalves, presidente da associação e coordenador geral do Sintrajus.

14302973_10209556055314990_301471042_n

Foto: Ana Carolina Rios Lopes/AASPTJ-SP


A questão das perícias médicas foi colocada pelos dirigentes, pois em muitas Regiões Administrativas Judiciárias (RAJs) não há um setor próprio ou convênios para efetuar os procedimentos. Como exposto por Michel Iorio Gonçalves na discussão, o mesmo acontece na Baixada Santista.

Hoje, os servidores têm que se deslocar até São Paulo para fazer os exames no Departamento de Perícias Médicas do Estado. Por exemplo, a 7ª RAJ, que abrange as comarcas da Baixada Santista, não dispõe de locais para a realização das perícias médicas na região.

Em resposta ao presidente da Assojubs, Tarcísio dos Santos, da Secretara da Área da Saúde, informou que já foi autorizado pela Presidência do Tribunal de Justiça a divulgação de um edital no intuito de abrir convênios para que as perícias sejam feitas pelo TJ. O secretário da SAS mencionou que a pretensão é viabilizar esses procedimentos nas RAJs até o começo do ano que vem.

Além da Assojubs e Sintrajus, participaram da reunião a Assetj, Assojuris, Affocos e AASPTJ-SP. Pelo Tribunal também esteve Roberto Chiminazzo Jr., juiz assessor da Presidência para a área de Recursos Humanos.