ASSEMBLEIA: Estado de greve, caravanas nas comarcas e promessa de agendamento de reunião

Uma nova Assembleia Geral Presencial aconteceu na tarde de sexta-feira, 8 de abril, na Praça João Mendes, região central de São Paulo, com a participação de servidores (as) de diferentes comarcas do Estado e deliberou a manutenção do estado de greve e a realização de caravanas nas comarcas pelas entidades. Em mais uma ida até o Palácio da Justiça após a mobilização, um grupo de representantes, com presença da Assojubs, foi recebido por Fausto José Martins Seabra, juiz que atua no Gabinete Civil Executivo do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), e Rodrigo Galhardo, diretor da Secretaria da Presidência, que ficaram de agendar uma reunião presencial sobre as questões relacionadas ao Orçamento e a pauta prioritária.



Parlamentares presentes

Novamente a Assembleia dos (as) Judiciários (as) contou com o apoio parlamentar à luta da categoria contra a distinção que o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) faz entre servidores (as) e a magistratura. Fizeram manifestações os (as) deputados (as) federais Ricardo Santos (PSD-SP), que foi oficial de justiça, Sâmia Bomfim e Ivan Valente (ambos PSOL-SP), o deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) e a vereadora por Campinas Mariana Conti (PSOL).


Reunião entre Giannazi e Anafe

O deputado Carlos Giannazi falou da reunião (7/4) que teve com o desembargador Ricardo Anafe, presidente do Tribunal de Justiça. Ao ser questionado acerca das demandas da categoria, Anafe disse não ter condições de atender, pois depende de verbas suplementares por parte do Executivo.



Homenagem

No início da Assembleia, a servidora Mika Nakamura subiu ao caminhão para ler a poesia escrita pelo também servidor Silvio Lima numa homenagem e lembrança aos colegas do TJSP que faleceram em decorrência de Covid-19. Na sequência, foi feito um minuto de silêncio.


Apoio dos metroviários

Altino dos Prazeres, coordenador do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, também esteve na Assembleia dos (as) Judiciários (as) e passou uma forte mensagem sobre a luta da classe trabalhadora.



Deliberações

A Assembleia Geral Presencial deliberou as seguintes propostas apresentadas:

- Manutenção do estado de greve;

- Próxima Assembleia Geral Presencial em 6 de maio, às 13 horas, na Praça João Mendes (SP), com um dia de paralisação;

- Que o Comando de Mobilização de Greve seja permanente com o objetivo principal, nesse momento, de construção do movimento;

- Realização, pelas entidades, de caravanas nas comarcas no intuito de ampliar a Campanha Salarial 2022;

- Reunião Virtual do Comando de Mobilização de Greve nesta quarta, 13 de abril, às 19 horas.


Entidades recebidas no TJSP após passeata

Ao final da Assembleia, os (as) servidores (as) saíram em passeata da Praça João Mendes até o Palácio da Justiça (Sé). Ao chegar, houve uma nova tentativa de diálogo com o Tribunal de Justiça, sendo formado um grupo de representantes, com participação de Sidnei Dalla Marta Fernandes, presidente da Assojubs. Os dirigentes foram recebidos por Fausto José Martins Seabra, juiz que atua no Gabinete Civil Executivo do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), e Rodrigo Galhardo, diretor da Secretaria da Presidência.



Ficou acordado ser realizada uma reunião com as entidades e membros do TJSP para tratar de questões ligadas ao Orçamento e a pauta prioritária da categoria. Martins Seabra se dispôs a comunicar a data para um encontro entre representantes e Tribunal.


Comarcas e fóruns

Na Assembleia foram registradas presenças de servidores (as) das comarcas de Santos, São Vicente, Guarujá, Bertioga, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe, Itariri, São Bernardo, São Caetano, Santo André, Mauá, Ribeirão Preto, Taquaritinga, Marília, Guarulhos, São José do Rio Preto, Mogi Guaçu, Artur Nogueira, Pirassununga, Cajuru, Catanduva, Vila Mimosa, Campinas, Embú das Artes, Sorocaba, Jundiaí, Várzea Paulista, Piraju, Fartura, Ourinhos, Cerqueira Cesar, Batatais, Araraquara, R. Gde. da Serra, Ribeirão Pires, Poá. E dos fóruns regionais: Barra Funda, Brás, Brigadeiro, Execuções Fiscais, Hely Lopes, Ipiranga, Itaquera, Jabaquara, João Mendes, Palácio, Pinheiros, Santana, Santo Amaro, São Miguel, Tatuapé, Vergueiro, Vila Prudente.



Entidades

As entidades que compõem o Comando de Mobilização de Greve são: Assojubs, Sintrajus, Pública, Fespesp, Assetj, AASPTJ-SP, Aojesp, AASPSI Brasil, Aecoesp, Exefe-AOJ, Affoca, Affi, ASJCOESP, Assejurd, Affoppre, Sindjesp e Sindicato União.


Galeria de Fotos