top of page

IAMSPE: Audiência Pública na Alesp debate os problemas de atendimento no Instituto

Os diversos problemas no atendimento e na rede credenciada, dificuldades em agendar consultas e cirurgias no Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual foram abordados na Audiência Pública Em Defesa do Iamspe e do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), que aconteceu, com participação da Assojubs, na manhã desta quinta, 31 de agosto, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).


MICHEI IORIO, TESOUREIRO DA ASSOJUBS E COORDENADOR DA CCM IAMSPE NO LITORAL

Realizada no Auditório Paulo Kabayashi, a Audiência Pública foi uma iniciativa dos/as deputados/as Reis (PT), Professora Bebel (PT) e Valdomiro Lopes (PSB), que integram a Frente Parlamentar em Defesa do Iamspe da Alesp. Também esteve presente Carlos Giannazi (PSOL), sempre na luta em apoio às demandas do funcionalismo.


Representantes dos/as servidores/as e diversos/as usuários/as estiveram na Alesp, apresentaram reivindicações e fizeram apelos por melhorias no Instituto, que vem sendo sucateado e submetido à terceirização e precarização dos serviços prestados.


DEPUTADOS/AS E REPRESENTANTES DEBATEM A SITUAÇÃO DO INSTITUTO E HOSPITAL DO SERVIDOR

Falta profissionais, insumos, a rede credenciada no Litoral e Interior é escassa, precisando o/a servidor/a se deslocar até a Capital para simples exames, há fila de espera para cirurgias eletivas, o agendamento de consultas não dá previsão de datas e o pronto-socorro do HSPE está sempre lotado.


Além dessas situações recorrentes, o orçamento disponibilizado é um óbice, pois o que mantém o Iamspe de portas abertas é a contribuição compulsória mensal dos/as servidores/as, já que a contrapartida financeira de 3% do Governo do Estado se limita a repasses esporádicos.


ASSOJUBS TAMBÉM PRESENTE COM SIDNEI DALLA MARTA, PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO

Há ainda a falta de diálogo da gestão do Iamspe com a Comissão Consultiva Mista (CCM), plenária voluntária constituída por entidades do funcionalismo que atua em prol do Instituto. Atualmente, Maria das Graças Bigal Barboza da Silva está à frente da Superintendência e Claudio Andraos é o responsável pelo Departamento de Convênios e Assistência Médico-Ambulatorial (Decam).


Em sua fala, Michel Iorio Gonçalves, tesoureiro da Assojubs e coordenador da CCM Iamspe no Litoral, elencou as deficiências observadas no atendimento disponível na Baixada Santista. E reforçou a intransigência da atual direção do Instituto, que restringe a presença dos/as integrantes da CCM e não participa das reuniões mensais. “Como vamos levar os problemas e tentar melhor junto esses problemas da rede credenciada se o representante do Decam está sempre ausente e a Superintendência não deixa a gente ter voz?”.


A AUDIÊNCIA PÚBLICA FOI REALIZADA NO PLENÁRIO PAULO KOBAYASHI DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Pelo Iamspe esteve na Audiência Pública Marcelo Itiro Takano, coordenador do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), que informou algumas mudanças para tentar melhorar o atendimento, mas deixou muitas questões sem respostas.


Galeria de Fotos

Clique na imagem para visualizar (ampliar)




Commentaires


bottom of page